A SER DOWN                NOSSOS
                  TRABALHOS
                    PERGUNTAS
                    FREQUENTES
       Legislação  
     Textos e Artigos
     Cadastre seu Filho
     Nossos Colaboradores
     Notícias e Dicas
     Boletim Informativo
     Links Interessantes
     Contato
PROMOVER MEIOS QUE FACILITEM O DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN PARA A SUA INCLUSÃO PLENA NA SOCIEDADE
Textos e Artigos
 


Idéias para 2006


Autoria: José Olímpio Cavallin
Data: 12/1/2006
Resuno:
10 propostas para termos um Brasil mais acessível no ano que está começando


Idéias para 2006 Site Sentidos 12/01/2006 10 propostas para termos um Brasil mais acessível no ano que está começando José Olímpio Cavallin* O mais tradicional estilo de Ano Novo, me atrevo a projetar um conjunto de metas para que a inclusão se faça mais possível no Brasil, em 2006. 1. Começar incluindo a SI mesmo - Nada melhor do que se sentir participante do jogo da vida. Se você, muitas vezes, se auto-exclui de viver intensamente, chegou a hora de mudar. 2. Deixar os outros SE incluírem - Muita gente se isola sistematicamente, afastando os que se aproximam. Só quem se sabe igual aos demais respeita as diferenças e chega mais perto. 3. Deixar os outros incluírem VOCÊ - Ninguém vai até você por nada, há sempre um motivo válido (um interesse, SIM, e daí?) movendo as pessoas. Para saber se isso é bom ou não, só dando uma chance de acontecer. 4. Agüentar não é incluir - A dignidade impõe limites, a vontade de participar não justifica humilhação ou degradação. Entrar em campo para entregar o jogo? Melhor tentar outro time. 5. Unir as forças, para deixar de ser um só - Aliados verdadeiros se unem em torno de valores e metas de igualdade. Vestir a camisa do time e nunca tocar na bola? Ou vou junto, ou não vou mais! 6. Buscar seu direito, cumprindo sua parte - Uma sociedade de privilegiados só cria mais distorções. Exigir o cumprimento da lei também implica em adotá-la como regra pessoal. Já temos leis o suficiente. É hora de trazermos para a realidade o que está escrito. 7. Enxergar um horizonte comum - Às vezes, lutas de categorias nos tornam mais excluídos ainda. Querer um mundo formatado do seu jeito já levou muita gente a virar ditador. Integrar-se no contexto social exige coragem para querer o bem de todos. 8. Ter um olhar cósmico - A consciência da nossa interação com a natureza, com o planeta e com o universo todo, nos torna mais perfeitos. Porque, integrados a essa superestrutura, somos naturalmente incluídos. 9. Sentir-se cidadão do mundo - Ser brasileiro não é castigo nem privilégio, é condição. Achar que o mundo obedece ao nosso ufanismo caboclo só nos afasta ainda mais da evolução, do progresso. Do alto, os homens são muito semelhantes e as fronteiras das Nações se entrelaçam. O mundo só será nosso se for de todos. 10. Promover o equilíbrio - Nem só o que é zen faz bem. O humano inclui o imperfeito, o falho, o aprendiz. E mais: ninguém é tão inútil que não mereça alcançar sua vitória, mas... Tentando! Afinal, de perfeição esta vida está cheia; na TV e na mentalidade dos que se acham melhores do que todos. * paranaense, 45 anos, é roteirista, produtor multimídia e colunista do site Sentidos. Cadeirante, com sequela severa de poliomielite.

 
 
Contato   Associação Baiana de Sindrome de Down © todos os direitos reservados