A SER DOWN                NOSSOS
                  TRABALHOS
                    PERGUNTAS
                    FREQUENTES
       Legislação  
     Textos e Artigos
     Cadastre seu Filho
     Nossos Colaboradores
     Notícias e Dicas
     Boletim Informativo
     Links Interessantes
     Contato
PROMOVER MEIOS QUE FACILITEM O DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS COM SÍNDROME DE DOWN PARA A SUA INCLUSÃO PLENA NA SOCIEDADE
Notícias e Dicas
 


[25/08/2005] Notícias da UNICEF

O texto da UNICEF diz respeito à famosa Convenção dos Direitos das Crianças das Nações Unidas e entr

Fonte: Grupo de Informações da Rebraf ? Área Internaciona


O texto da UNICEF diz respeito à famosa Convenção dos Direitos das Crianças das Nações Unidas e entre outras coisas adverte: - Os governos devem ser alertados de que não podem ter ao mesmo tempo políticas e práticas segregacionistas e ao mesmo tempo práticas inclusivas. Essa dicotomia na prática deve ser evitada com vigor. - A voz das crianças com deficiências e de suas famílias deve ser OUVIDA quando da monitoração da Convenção de Direitos das Crianças, e o desenvolvimento de metas de política e indicadores pró inclusão. Os governos e as instituições internacionais podem beneficiar-se da experiência e conhecimento das famílias. - É preciso que o processo de avaliação feito pelos governos inclua indicadores de qualidade de vida tais como: moradia, saúde, educação inclusiva, apoios a serviços que dêem alívio às famílias, dignidade e acesso aos apoios necessários, bem como a própria avaliação feita pelas crianças acerca de se suas necessidades estão sendo atendidas. - Na elaboração e implementação de políticas feitas pelos governos, as organizações não governamentais e os grupos da sociedade civil devem ser incluídos como PARTICPANTES ATIVOS. - Desenvolver políticas locais, nacionais e internacionais para facilitar a comunicação de informações, estratégias, tecnologias, para fazer avançar a inclusão de crianças com deficiências. - É necessário que haja uma estratégia sobre informações a fim de aumentar a conscientização pública e fornecer aos pais, profissionais e líderes governamentais as informações que precisam ter para promover a inclusão plena de crianças com deficiências. Esta estratégia deve alcançar áreas rurais e mais pobres. - Estabelecer uma força tarefa internacional, composta por pais, a fim de estimular a visão de uma sociedade mais igualitária e justa para seus filhos, incluindo aí os pais de famílias mais pobres. - As agendas estabelecidas com o objetivo de promover a inclusão de crianças com deficiências deve considerar como ALTA PRIORIDADE a redução da pobreza das famílias. Pois é, amigos das mensagens diárias que enviamos: não devemos perder de vista informações que nos vêm de outras partes do mundo, com suas características específicas, mas mantendo aquilo que é essencial: o sentimento de que todos os que defendem os interesses das crianças estão unidos ao redor do mundo, de mãos dadas, num esforço mundial de solidariedade humana que levará, mesmo que demore décadas, a um mundo mais bonito do que o que vemos hoje em toda parte. Traduzido do inglês e digitado em São Paulo por Maria Amélia Vampré Xavier / Grupo de Informações da Rebraf ? Área Internacional /Ass. Carpe Diem, filiada a Inclusion InterAmericana /Conselho Consultivo da Associação Sorri Brasil /Diretora para Assuntos Internacionais da Federação Nacional das APAEs /Consultora de Comunicação de Inclusion InterAmericana /Grupo Tarefa de Comunicação de Inclusion International, em 27 de agosto, 2005

 
 
Contato   Associação Baiana de Sindrome de Down © todos os direitos reservados